Tag Archives: Passeios em Foz do Iguaçu

Citytour Argentina Virtual – Ponte Tancredo Neves #P01

ponte tancredo 1

Atualmente o Iguassu Citytour conta com cinco rotas pela cidade. Terminamos o nosso City Brasil e agora partimos então para o lado argentino das três fronteiras. O CityTour Argentina, assim com o City Brasil, faz três paradas durante o passeio: La Aripuca, Marco das Tres Fronteiras (lado argentino) e finaliza na famosa Feirinha.Mas para chegar do outro lado temos que cruzar o Rio Iguaçu. O que conecta o Brasil a Argentina aqui em Foz é a Ponte Tancredo Neves.redbus

#P1 – Ponte internacional Tancredo Neves

O inicio do City Argentina também ocorre na Avenida Brasil, exatamente no mesmo local do City Brasil. São aproximadamente 06km até a fronteira. Após os tramites migratórios do lado brasileiro, o Redbus segue então para cruzar a Ponte Tancredo Neves.
A intenção de construir a ponte foi assinada pelos países em 1972. Depois disso nada mais foi feito e o projeto ficou engavetado ate 1979 quando foi reaberto e formada uma comissão mista para discutir a construção. Foram necessárias 06 viagens a Brasília e mais 05 a Buenos Aires até os trabalhos começarem em 1983. No final de 1985, em novembro, a ponte foi inaugurada.

tancredo 6

O nome escolhido foi Ponte Internacional da Fraternidade. Ops. O nome era para combinar com a Ponte da Amizade existente entre Brasil/Paraguai. Mas em Abril de 1985, meses antes da inauguração, morre o presidente eleito Tancredo Neves. Ele seria o primeiro presidente após o fim da ditadura militar no nosso país. Quem acabou sendo empossado foi seu vice – Jose Sarney.
Com isso, os dois países decidem mudar o nome da ponte, batizando ela então de Ponte Internacional Tancredo Neves. São 489 metros de extensão, 72 metros de altura e 16 metros de largura. Foram necessários 03 anos para conclusão.

tancredo 3
Cada país ficou responsável por construir sua metade. No entanto, ao chegar no centro para a ligação havia uma diferença de 40cm de altura entre dois lados. Para resolver o impasse foram colocados pesos nas extremidades que ainda não estavam ligadas as margens, fazendo assim os lados ficarem iguais para conexão. Outra curiosidade, a ponte é oca. É possível caminhar no seu interior. Isso foi projetado para facilitar as manutenções necessárias nas juntas de dilatação.

tancredo 2
A aduana para migração no projeto original deveria ficar na cabeceira da ponte do lado argentino. A mudança aconteceu devido à má experiência ao longo dos anos com a Ponte da Amizade. No inicio também ouve discussões quanto à cobrança de pedágio para carros, ônibus e vans por cruzar a ponte por parte dos argentinos, além da intenção de não permanecer com a ponte aberta 24h por dia.
Após 35 anos e várias discussões, ela ainda segue firme e forte ligando Foz do Iguaçu/BRA e Puerto Iguazu/ARG.

 

✌️😁🚍 Bip bip

Obs.: Imagens e fotos utilizadas neste texto foram retiradas de sites públicos na internet. Todos os créditos aos autores das mesmas. Se você é ou conhece o autor das imagens, informe-nos para que possamos creditá-la.

CityTour Brasil Virtual – Ponte da Amizade #P9

ponte amizade

Depois de visitar a mesquita, o Red Bus segue em direção ao Templo Budista. No caminho passamos pertinho da fronteira com o Paraguai e da Ponte da Amizade .

redbus

#P9 – Ponte Internacional da Amizade

Sua construção começou em 1956 e finalizada em 1965. As tensões entre dois países fez a construção utilizar muito mais material que o necessário. A intenção foi fazer a ponte forte suficiente para aguentar equipamentos militares passando por ela caso preciso.

ponte 0
Foram utilizados em sua construção:
*Concreto armado: 43.000 m³ de *
*Cimento: 14.000 toneladas
*Aço: 2.900 toneladas de aço.
*Madeira: 120.000 m² para formas tc

*Cubagem em madeira: 6.000 m³.
*Pregos: 50 toneladas de pregos de 20 fábricas situadas nos Estados do Paraná, Santa Catarina e São Paulo.
*Parafuso provindos de metalúrgicas de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro: 12.000 toneladas
*Arame de Construção: 33 toneladas da Siderúrgica Guaíra de Curitiba (Atual Gerdau
*Aço :1.300 toneladas vindos da Companhia Siderúrgica Nacional.
*Quantidade de operários: mil homens.
*Quantidade de famílias deslocadas para o local: 600 famílias instalados na Vila Operária.

ponte 4

A loucura do trânsito existente agora nem de perto lembra anos após a inauguração, quando em média passavam apenas 02 carros por dia pela ponte. São 550 metros de extensão, 78 metros de altura, 13 metros de largura e arco de vão livre possui 300 metros.
A construção da ponte fez surgir uma cidade inteira do lado paraguaio: Cidade Flor de Liz.
Sim, esse era o nome no passado. Mais tarde mudaram para Puerto Strosnner. Só em 1989 ela ganhou o nome atual de Ciudad Dele Este.

juscelino

A ponte foi inaugurada duas vezes. A primeira em janeiro de 1961. Não estava 100% concluída. Tanto que foram colocadas madeiras para completar e ligar os dois lados e para que os dois presidentes se encontrassem no meio dela. Motivo era a comemoração dos 150 anos que o Paraguai iria celebrar em 1961 e também Juscelino Kubitschek que queria ter terminado a ponte antes de sair do cargo.
Segunda e definitiva inauguração aconteceu então em 27 março 1965. Strosnner e Castelo Branco eram os presidentes.

castelo

Quer saber mais? Daí você terá nós visitar pessoalmente e fazer nossos CityTour Brasil.

✌🏽😁🚍

Obs.: Imagens e fotos utilizadas neste texto foram retiradas de sites públicos na internet. Todos os créditos aos autores das mesmas. Se você é ou conhece o autor das imagens, informe-nos para que possamos creditá-la.

CityTour Brasil Virtual – Antigo Porto Meira #P6

face 2

Para chegar ou sair do M3F com o Red Bus, é necessário passar por um bairro chamado de Porto Meira. É um bairro na região Sul da cidade e o mais antigo dos bairros de Foz. Foi onde praticamente a cidade começou. A principal avenida de acesso ao M3F tem o nome de General Meira. Então vamos por partes.

redbus

#P6 – Antigo Porto Meira
O porto era localizado as margens do Rio Iguaçu, bem próximo ao M3F. Era o porto alfandegário e oficial de onde saiam os barcos e balsas para o Paraguai até 1965 quando foi inaugurada a Ponte da Amizade. A cidade paraguaia era Puerto Franco. Vale dizer que existem três cidades paraguaias que fazem fronteiras com Foz: Puerto Franco, Ciudad Del Este e Hernandarias. Os barcos também seguiam para cidade de Puerto Iguazu (Puerto Aguirre antes) na Argentina até 1985 quando inauguraram a Ponte Tancredo Neves. Ou seja, eram os três portos que ligavam os países aqui da região (Meira, Franco e Iguazu).

Antigo Porto Meira - Rio Iguaçu

Antigo Porto Meira – Rio Iguaçu

A estrutura do antigo porto brasileiro existe até hoje, é dele que sai atualmente o passeio do Kattamaram 2 no final do dia.
Alguns contam que o nome antigo era Porto Tarascon, região da França próxima a fronteira com Suíça (que fala alemão) e Itália. Provável que foi entre décadas de 30 e 40 que aconteceu a mudança de nome. Essa mudança faz sentido.
General José Meira de Vasconcellos. Era paraibano, nascido cidade de Souza em 24 Abril 1878. Como general em 1937 ele assumi a 5° região militar, em Curitiba, responsável por todo estado do Paraná e Santa Catarina.

General José Meira de Vasconcellos

General José Meira de Vasconcellos

Ainda como major, lutou no Paraná entre 1924 e 1925, contra revoltosos paulistas que mais tarde em Foz formaram a Coluna Prestes.
Alguns anos antes do General Meira chegar a Curitiba, crescia na Europa o fascismo e nazismo. De alguma forma o governo brasileiro descobriu que haviam 76 escritórios do Partido Nazista no Brasil. Entre as autoridades preocupadas com o rumo disso tudo estava o General Meira.
Contam que ao assistir o desfile de 7 de setembro em 1937 em Curitiba após assumir o posto de comandante, General Meira ficou assustado diante da apatia da população, maioria de origem européia, como em boa parte do Sul do Brasil. Ele começou então uma campanha de nacionalização nos Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Estrangeiros passaram a ser mal vistos, principalmente italianos e alemães. Na dúvida, polonês, austríacos, húngaros e mais tarde japoneses, também foram incluídos na nacionalização.

Rio Grande do Sul - Santa Catarina - Paraná

Rio Grande do Sul – Santa Catarina – Paraná

Ao final da campanha, calcula-se que mais de duas mil escolas de imigrantes haviam sido extintas, maior parte escolas alemãs. Foz do Iguaçu no início possuía grande parte da população formada por alemães. Um alemão muito famoso era o padre Wilhelm Maria Thiletzek, que ao chegar no país mudou seu primeiro nome para Guilherme: o Monsenhor Guilherme. Durante a segunda guerra inclusive, todos os habitantes de origem alemã, japoneses e italianos foram obrigados a sair da fronteira, mudam se para Guarapuava a 380km de Foz durante esse período.
Uma cidade que começou como colônia militar para proteger a região contra estrangeiros, faz sentido ter uma das principais avenidas, o primeiro bairro, além de um antigo porto de acesso aos países vizinhos, batizados com o nome de um general nacionalista: General Meira.

Quer saber mais? Daí você terá nós visitar pessoalmente e fazer os nossos City Tours.

✌️😁🚍 Bip bip

Obs.: Imagens e fotos utilizadas neste texto foram retiradas de sites públicos na internet. Todos os créditos aos autores das mesmas. Se você é ou conhece o autor das imagens, informe-nos para que possamos creditá-la.

CityTour Brasil Virtual – Antigo Hotel Cassino #P2

80684729

Enquanto as coisas não retornam ao normal, seguimos com o nosso tour virtual por Foz. Depois da Avenida Brasil vamos passar pelo Antigo Hotel Cassino a bordo do Red Bus.

redbus

#P2 – Antigo Hotel Cassino Iguaçu
Esse foi o primeiro, grande e luxuoso hotel da cidade. Tão luxuoso que contava com 06 apartamentos com banheiros privativos. Isso mesmo, ter um banheiro privativo no seu quarto era algo raro e considerado de luxo. Nos demais quartos do hotel os banheiros eram coletivos. Além de água encanada e instalações elétricas que também eram artigos de luxo no final dos anos 30.

3e42c6b4-047a-409a-b89d-b20f02e7fc23
Foi inaugurado em 1939. Além dos artigos de luxo citados acima, contava é claro com um cassino. Cassinos eram permitidos no nosso país no passado. A proibição aconteceu em 1946 durante o governo Dutra. Alguns dizem que a proibição aconteceu por pressão da esposa do presidente.
Dois presidentes brasileiros se hospedaram no Hotel Cassino, Getúlio Vargas em 1939 e Juscelino Kubitschek em 1955.
O hotel foi a principio administrado por um casal de argentinos. Apenas mais tarde passou então a ser cuidado pela empresa Hoteis Iguassu S/A de São Paulo. Depois do fechamento do hotel, o prédio foi sede da Policia Federal em Foz por um tempo.

Almirante Tamandaré - Patrônomo da Marinha do Brasil

Almirante Tamandaré – Patrônomo da Marinha do Brasil

Fora do hotel por muitos anos tivemos outra atração da região, a “palmeira do tri”. Era uma palmeira que nasceu às margens do Rio Paraná. O tronco principal era apenas um, mas um pouco acima ela dividia se em três outras ramificações. Ela foi transplantada da margem do rio para a Praça da Marinha localizada em frente ao Hotel Cassino.

Palmeira do Tri

Palmeira do Tri

Ali ela sobreviveu até inicio anos 90. Recebeu esse nome devido a conquista do tricampeonato do Brasil na copa do mundo de 1970.
Por um tempo suas 03 ramificações foram pintadas com as cores dos três países vizinhos, Brasil, Paraguai e Argentina.

Atualmente, o antigo Hotel Cassino é sede do Senac e oferece uma série de cursos profissionalizantes, principalmente nas áreas de turismo e hotelaria.

Se quiser saber mais detalhes de Foz, venham nos visitar. Claro, não deixe fazer o CityTour Brasil conosco.
✌🏽😁🚍 Bip Bip

Obs.: Imagens e fotos utilizadas neste texto foram retiradas de sites públicos na internet. Todos os créditos aos autores das mesmas. Se você é ou conhece o autor das imagens, informe-nos para que possamos creditá-la.

Quase lá: Marco das Três Fronteiras reabre antes do Natal

As obras estão a mil no Marco das Três Fronteiras, aqui em Foz do Iguaçu. Como já dissemos, o atrativo está fechado para visitação por motivos de reformas, mas a previsão de reabertura está chegando: 20 de dezembro!

E olha só como está ficando:

Quando terminarem, o Marco terá:

  • Vila cenográfica das Missões Jesuíticas
  • Novo Mirante de contemplação
  • Novas praças turísticas
  • Show de luzes e de água
  • Restaurante Cabeza de Vaca
  • Parque infantil
  • Ambientação histórica e cultural

Cabeza de Vaca foi o primeiro europeu a encontrar as Cataratas do Iguaçu. O espanhol estava a caminho de Assunção, capital do Paraguai, quando percebeu que as águas do rio Iguaçu (por onde navegava) estavam ficando mais rápidas. Ao fundo, ele e tripulação viam uma fumaça e pensaram ser fogo. Pararam os barcos nas margens e seguiram a pé – para a sorte deles! Porque a fumaça não era fogo, coisa nenhuma. Era a Garganta do Diabo, maior salto das Cataratas, com 80 metros de altura. Ele escapou dessa por pouco, hein?

Apesar de fechado para visitação, o City Tour Foz manteve o Marco das Três Fronteiras na rota e ainda é possível ver o encontro dos três países e dos rios Iguaçu e Paraná. Quando reaberto, o atrativo terá entrada paga, não inclusa no valor do City. Moradores de Foz do Iguaçu terão gratuidade, mediante apresentação de comprovante de residência.

Acesse o nosso site: http://citytourfoz.com.br ou reserve pelo telefone: (45) 3026-4070

4 coisas que você pode fazer durante o City Tour

1 – Tirar selfie com 3 países ao mesmo tempo
Ao chegar no Marco das Américas, vá até o mirante, vire-se de costas para os rios e “tcharãn”! Selfie tirada no Brasil, com Argentina e Paraguai de fundo. Só aqui você consegue três países em uma única foto.

View this post on Instagram

Oi #selfie #turistaemcasa2015

A post shared by Carol Cañete (@carolcanete) on

2 – Comer docinhos árabes
Se, por algum motivo, a Mesquita Muçulmana estiver fechada, você pode ir até a doceria árabe que fica em frente ao templo e se jogar nesses docinhos ma-ra-vi-lho-sos!

View this post on Instagram

Ghraibi com recheio de pistache e de tamara!!

A post shared by Albayan Doceria Árabe (@doceriaalbayan) on

View this post on Instagram

#osmelhoresdocesarabes #docerialbayan #delicioso

A post shared by Albayan Doceria Árabe (@doceriaalbayan) on

View this post on Instagram

Delicias de hoje!!

A post shared by Albayan Doceria Árabe (@doceriaalbayan) on

Essa sequência se chama: “não sabíamos qual escolher. VAI TODAS!”

3 – Conhecer um dos maiores templos budistas da América
O Templo Budista de Foz do Iguaçu tem mais de 100 estátuas de Budas e guardiões em um enorme jardim. Um lugar lindo, onde você pode aproveitar para tirar muitas fotos e…

View this post on Instagram

Paz

A post shared by Rodrigo Puchetti (@puchetti) on

4 – …ser dirigido por um monge
No Templo Budista, você pode se deparar com um monge fã em direção fotográfica! Ele orienta a pose, joga água no chão para dar o charme e faz a foto!

Mês do cachorro louco

capa

Já que dizem que “agosto é o mês do cachorro louco”, resolvemos agradar esses serumaninhos!

promo agosto city tour 4

 

Semelhante do que foi realizado no início do ano, com a ONG Sol Nascente, no mês de agosto vamos fazer uma promo para ajudar cãezinhos abandonados. Morador de Foz do Iguaçu, basta trazer 1kg de ração e você ganha um passeio no City Tour Foz do Iguaçu. Read more

Por que fazer um City Tour?

Vocês já se perguntaram se realmente vale a pena fazer um City Tour? Não somente em Foz do Iguaçu, mas em qualquer viagem. Quais as vantagens reais de fazer esse passeio?

Vamos lá:

1 -FAZ VOCÊ ECONOMIZAR DINHEIRO E…
Sim, já é um bom motivo. Talvez o principal. Mas pare para pensar que, em Foz do Iguaçu, por exemplo, nosso Sightseeing percorre mais de 30km, de norte a sul na cidade. No Paraguai, você conhece até duas cidades de uma vez só… Então, City Tours são uma boa forma de economizar dinheiro durante uma viagem. Isso porque 1) você não vai gastar com transportes separadamente ou combustível 2) você, geralmente, não gasta com ingressos de atrativos, visto que podem estar incluídos no ingresso do City (em tarifa especial, por sinal). Então, é um “combo”: transporte (super estiloso) + atrativos.

giphy


2 – …TEMPO

Voltando a informação de que percorremos mais de 30km em uma única manhã, de norte a sul, incluindo três paradas em locais extremos de Foz do Iguaçu. Em duas-horas-e-meia. É super rápido. E isso te dá tempo suficiente para encaixar programação para o resto do dia (tarde e noite ou manhã e noite, dependendo do horário que você resolva fazer o City) Read more

Roteiro para 4 dias em Foz do Iguaçu

Vamos estender os dias em Foz do Iguaçu? Vamos!

Hoje, viemos trazer dica de roteiro para quem fica quatro dias aqui na Terra das Cataratas.

giphy (1)

1º dia

09:00 – Parque das Aves
O Parque das Aves é um lugar muito tranquilo e gostoso para começar o dia. A trilha tem quase 2km, com pontos de parada para venda de água e lanches. Ao final, você pode aproveitar um tempinho na loja de presentes. Quando terminar, basta atravessar a rua e você já está no Centro de Recepção de Visitantes do Parque Nacional do Iguaçu ou do Heliporto, caso queira sobrevoar as Cataratas.

12:00 – Almoço em Foz do Iguaçu: Porto Canoas
Depois de comprar seu ingresso no CRV, você vai embarcar num ônibus a caminho das Cataratas do Iguaçu. Antes de começar o passeio (outra trilha de quase 2km), você pode almoçar no Restaurante Porto Canoas, com vista para o rio Iguaçu. Feito isso, dá pra ir direto ao que interessa: ao banho das Cataratas!

13:30 – Cataratas do Iguaçu
Ao almoçar no Porto Canoas, você economizou um bom tempo de caminhada. Então, pode ir direto para o ponto “final” da trilha e contemplar as quedas de perto. Neste ponto, estão os principais mirantes do atrativo e a passarela, onde o primeiro banho te espera. Vá com sapatos confortáveis. Read more

City Tour no Foz Mulher

Olhem só que legal essa matéria da Magda Carvalho para o programa Foz Mulher, da Foz TV!

Obrigada, Magda e equipe pela companhia!

« Older Entries