Tag Archives: sightseeing

Que tal “comer” uma sopa no Paraguai?

Sopa Paraguaia 1

Fazer turismo por Ciudad Del Este e outras cidades paraguaias próximas à fronteira pode ser uma atividade muito saborosa. Para além da “muvuca” das compras em Ciudad Del Este, existe uma cidade limpa, organizada, bonita, repleta de grandes histórias e habitada por pessoas extremamente hospitaleiras.

A gastronomia paraguaia, que reúne cultura indígena com influência européia, merece a atenção de quem visita o país. Mas vamos te dar uma dica, caso queira “turistar” pelos restaurantes locais:

Não estranhe se alguém lhe oferecer como prato de entrada ou acompanhamento uma sopa para “comer”…

Para quem decide comer a sopa paraguaia pela primeira vez, o nome pode causar um pouco de estranhamento justamente por causa da consistência. Mas logo o estranhamento abre lugar para a apreciação, e conquista quem quer que a prove.

A sopa paraguaia não é líquida, mas sim, sólida. Trata-se basicamente de uma torta salgada à base de milho, queijo, ovos e cebola, muito consumida no Paraguai. 

Por conta da fronteira seca e do forte intercâmbio cultural entre Mato Grosso do Sul, Paraná e Paraguai, não foi difícil que o alimento ficasse popular também nesses estados brasileiros, por isso, ela também é encontrada em restaurantes e até supermercados de Foz do Iguaçu.

Carlos_Antonio_López Os historiadores afirmam que tudo começou com Don Carlos Antonio Lopez, que foi presidente constitucional do Paraguai entre o período de 1841 a 1862 – e pai de Francisco Solano Lopez, mas essa história, a gente conta outro dia – e que gostava muito da chamada sopa branca ou “Tykueti”. Reza a lenda que, em um determinado dia, o cozinheiro acabou adicionando à sopa branca mais farinha de milho do que o usual, e a deixou cozinhando dentro do forno, assim o “Tykueti” acabou passando de líquido a sólido. Quando experimentou o resultado do erro na receita batizou a nova iguaria de Sopa Paraguaia.

Outra versão diz que, originalmente, era uma sopa comum que os soldados paraguaios levavam para o campo de batalha durante a guerra do Paraguai entre 1864 e 1870. Mas como era difícil transportar o líquido nos campos, outros ingredientes foram sendo incorporados, a deixando ainda mais sólida e tomando a consistência atual.

Segundo as receitas tradicionais, é muito importante que a sopa paraguaia não leve jamais fubá ou fubá saboró, mas o recheio está liberado. É comum encontrarmos cereais, verduras, carne seca ou o que mais a imaginação mandar. É muito comido como acompanhamento do pão, substituindo uma refeição ou como primeiro prato quente.

Chipa Guazú2

Um outro prato típico do Paraguai, fácilmente encontrado em qualquer restaurante, é a Chipá Guazú, originada de uma variação na receita da Sopa Paraguaia, feita com milho verde, ao contrário da sopa que leva milho seco, e com grande quantidade de queijo entre seus ingredientes. 

No City Tour Ciudad Del Este, uma das rotas oferecidas pela Iguassu City Tour, você conhece outra deliciosa iguaria da culinária paraguaia, a Chipa, um biscoito feito de polvilho cuja origem remete às missões jesuíticas e que vai muito bem acompanhado de café ou “cocido”.

Chipa2

Mais histórias sobre iguarias culinárias da Tríplice Fronteira e suas origens você descobre acompanhando nossa página ou à bordo do Red Bus, em qualquer uma das rotas oferecidas pela Iguassu City Tour. Não deixe de acompanhar nossa página, até breve 😉

 

 

Armadilha em Puerto Iguazú

Não, não há nenhum golpe fazendo vítimas na Argentina. Estamos falando da nova parada no City Tour Puerto Iguazú: a Aripuca (em português, “arapuca”, uma armadilha feita pelos indígenas. Captou o título do post agora?).

aripuca_1

“Uhnnn.. saquei!”

Na última sexta-feira, a Aripuca passou a fazer parte do roteiro do nosso sightseeing. Mas que raios é isso? Não se afobe. A gente explica e mostra fotos. Confira:

Aripuca1_Leca

La Aripuca, em Puerto Iguazú.

Read more

5 Sightseeings curiosos

Sightseeing” é o termo de referência aos ônibus panorâmicos que fazem city tour pelas cidades turísticas. Você já conhece o nosso em Foz do Iguaçu, claro.

857564_887662204644510_5326708885385257282_o

Tchauzinho pro André, gente! o/

É de se esperar que grandes cidades tenham esse modelo de passeio. Porto Alegre e Curitiba, por exemplo, são capitais brasileiras que aderiram ao red bus (apesar de que estas versões de ônibus são verdes).

Mundo afora, os Sightseeings são bem frequentes. Madrid, Paris, Londres, Miami e Berlim são algumas cidades onde você pode fazer este passeio.

Mas queremos falar de Sightseeing em lugares que você NÃO espera. Porque, geralmente, são esses destinos que mais nos surpreendem!

1. Baku – Azerbaijão

Baku (ou Bacu) é a capital do Azerbaijão, no Oriente Médio. A cidade também é importante por ser o principal porto do país (mar Cáspio). A arquitetura da cidade mistura construções que seguem os modelos europeus e construções hiper modernas, que podem ser consideradas verdadeiras obras de arte!

flame-towers-baku-conde-nast-traveller-28april14-alamy

Flame Towers (“Torres de Fogo”) – Esse nome veio por causa do formato da construção, que lembra as chamas de uma fogueira. Além disso, a iluminação das torres são em cores de laranja e vermelho, reforçando ainda mais a semelhança com fogo.

Read more