O que Santos Dumont tem a ver com as Cataratas?

Se você já foi às Cataratas do Iguaçu, deve ter notado uma estátua de bronze do pai da aviação, Santos Dumont, por lá. Feita em tamanho real (sim, ele era baixinho) e localizada ao final da trilha, nem todos sabem o motivo da existência do monumento.

MORPHEU

Já adiantamos: Não foi porque Santos Dumont sobrevoou o Parque Nacional do Iguaçu. A estátua está lá porque, na verdade, sem ele, nem existiria Parque!

what

A gente conta o causo:

Em 1916, o carioca foi convidado a conhecer as Cataratas do Iguaçu. Ele se hospedou no único hotel da cidade à época, o Hotel Brasil, de Frederico Engel. Ao chegar ao (hoje) atrativo turístico,  ficou encantado com o que viu – e quem não fica?!

Acontece que as Cataratas tinham um dono: o uruguaio Jesús Val (essa história fica para um outro post). Santos Dumont ficou indignado que aquelas maravilhas eram de alguém e, por isso, disse a Engel que:

as Cataratas não devem pertencer a um particular.

Como já era conhecido e tinha influência, levou a ideia adiante, ao governador do Paraná na época, Moisés Lupion. Mesmo com sua morte (1932), o projeto não foi esquecido e, em 1939, o Presidente Getúlio Vargas assinou o decreto que criava, oficialmente, o Parque Nacional do Iguaçu.

A estátua foi posta na trilha em 1979, após os esforços de Elfrida Engel, filha de Frederico (aquele hoteleiro que levou Santos Dumont às Cataratas).

santos dumont estátua

 

P.S: Ah, Jesus Val não ficou nada feliz e pediu indenização após a desapropriação de suas terras. Compreensível, né?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *